Biografia de São Tomás de Aquino

Autor: 
Editores do HowStuffWorks
São Tomás de Aquino

O tomismo não só virou a filosofia oficial da Igreja Católica como também foi declarada a única filosofia verdadeira. Seu autor, o italiano Tomás de Aquino virou santo, mas antes disso se tornou mestre da escolástica, conjunto de doutrinas teológicas-filosóficas que perduraram em boa parte da Idade Média.

O que Tomás de Aquino escreveu ao longo do século 13 virou consulta obrigatória para responder às questões doutrinárias da Igreja. Durante sua vida tornou-se a autoridade intelectual máxima do catolicismo. A escolástica, filosofia em que ele se consagrou, permaneceu vigorando mesmo após o final da Idade Média e só foi questionada e varrida de cena quando Descartes publicou o “Discurso do Método” em 1637.

A prova da existência de Deus

Tudo que existe na natureza tem que ser movido por alguma outra coisa. Da mesma forma, essa outra coisa na medida em que está em movimento, deve também ser movida por algo mais. Mas essa cadeia de eventos não pode retroceder para sempre, porque se o fizesse não poderia haver um primeiro motor e portanto nenhum outro. Pois os segundos motores não podem se mover a não ser que sejam movidos por um primeiro motor, da mesma forma que uma vareta não move nada a não ser que seja movida por uma mão. Dessa forma devemos chegar a um motor primeiro que não seja movido por nada. E todos compreendemos que este é Deus.


Suma Teológica


Uma das principais obras escritas por São Tomás de Aquino foi a “Suma Teológica”. Nela, ele apresenta cinco provas da existência de Deus, além de discutir como será o mundo após o Juízo Final e se fraqueza, ignorância, malícia e luxúria são resultados do pecado, entre outros temas. Conheça nas páginas a seguir mais sobre a vida e a obra desse grande pensador da Idade Média.

tomás de aquino
Reprodução


Este artigo é um resumo do livro “São Tomás de Aquino em 90 minutos”, de Paul Strathern, da coleção “Filósofos em 90 minutos” da Jorge Zahar Editor, publicado em 1999.