Como funcionam as notificações de emergência

Autor: 
Dave Roos

A tecnologia nos mantêm informados e em contato como nunca. Pense na tecnologia que usamos todos os dias comparada com a de 20 anos atrás: e-mail, mensagens instantâneas, telefones celulares de bolso, SMS mensagens de texto, PDAs e a lista continua. Já sabemos que essa tecnologia pode aumentar a conectividade e produtividade, mas você sabia que ela também pode salvar vidas durante uma emergência?

incoming storm


2007 iStockPhoto

Sistemas de alerta em massa avisam pessoas sobre a aproximação de tempestades

Neste artigo, discutiremos as notificações de emergência, definidas como qualquer mensagem transmitida de qualquer dispositivo ou plataforma, destinadas a alertar grandes grupos de pessoas sobre um perigo existente ou iminente.

Falhas de comunicação freqüentemente são as causas de uma emergência que se transforma em catástrofe. Pense na confusão e interrupções de comunicação que os funcionários da emergência enfrentaram durante os ataques ao World Trade Center. Ou em um incêndio na Califórnia em 2003, quando 17 pessoas morreram porque os bombeiros tiveram que bater de porta em porta para que os moradores se retirassem do local.

Nos últimos anos, toda uma indústria surgiu para preencher as lacunas de comunicação criadas por emergências naturais e provocadas pelo homem. Esses serviços de "notificações em massa" ou "notificações de emergência" oferecem tudo, desde sistemas poderosos de transmissão ao ar livre a notificações eletrônicas automatizadas enviadas por e-mail, telefones celulares e PDAs.

Nos EUA, empresas estão assinando esses serviços para preencher novos requisitos federais de planos de recuperação de desastres. Escolas e universidades americanas estão adotando sistemas de alerta por todos os campus para manter os estudantes a salvo e os pais tranqüilizados. Municípios estão oferecendo alertas de emergência automatizados, que os cidadãos podem escolher receber por e-mail, telefone ou mensagem de texto.

Neste artigo, vamos dividir as notificações de emergência em duas categorias gerais: alertas não-diferenciados e alertas orientados. Continue lendo para saber mais sobre como funcionam as notificações de emergência não-diferenciadas.