Ainda existem criminosos de guerra nazistas foragidos?

Autor: 
Josh Clark

Quando as forças aliadas invadiram a Alemanha (em inglês) e ficou claro que o país havia perdido a Segunda Guerra Mundial (em inglês), o ditador do Terceiro Reich, Adolf Hitler, e sua noiva se suicidaram em um bunker de Berlim. Outros membros do partido nazista e do exército, no entanto, fugiram da Alemanha. Capturar essas pessoas e levá-las a julgamento se tornou uma prioridade após a guerra.

Os mais importantes líderes nazistas foram capturados e julgados. Em novembro de 1945, no famoso Julgamento de Nuremberg, 22 homens foram julgados, um deles à revelia. Em outubro de 1946, os veredictos foram anunciados: três foram inocentados, os outros 18 foram considerados culpados. Desses dezoito, onze foram sentenciados ao enforcamento e o restante foi sentenciado à prisão.

Galeria de imagens de nazistas (em inglês)

Réus em Nuremberg
Hulton Archive/Getty Images
Os réus no julgamento em Nuremberg aguardam seus veredictos. Dezoito foram considerados culpados, onze dos quais foram enforcados.

Mas apesar do resultado do julgamento, os líderes aliados permaneceram cientes de que muitos criminosos de guerra nazistas ainda estavam foragidos. Afinal, foram necessários muitos homens para comandar os campos de concentração, conduzir horríveis experimentos e exterminar milhões de pessoas.

A Argentina foi um dos principais locais para onde fugiram os nazistas que escaparam de Nuremberg. Graças aos procedimentos de imigração negligentes e à administração liderada por Juan Perón (que supostamente ajudou os nazistas a fugirem para a América do Sul), centenas ou talvez milhares de criminosos de guerra nazistas podem ter se instalado por lá. Mas, Perón não foi único líder a ignorar os crimes dos nazistas foragidos.

Como os autores Rory Carroll e Uki Goni afirmaram em um artigo do The Guardian, "Com a Guerra Fria se estabelecendo, a América, a Grã-Bretanha e a União Soviética se apoderaram de cientistas nazistas, então isso é um assunto sem fundo moral, mas as boas vindas de Perón se estenderam a homens com alguns talentos além dos de assassinos em massa" [fonte: Carroll, Goni]. De fato, documentos tornados públicos em 1999 revelam que a CIA estava ativamente engajada em encobrir os paradeiros de ex-criminosos de guerra nazistas, optando por usá-los como agentes e informantes na Alemanha Ocidental após a Segunda Guerra Mundial [fonte: AP (em inglês)].

Mas, apesar da cumplicidade aliada em encobrir alguns criminosos de guerra, a caçada por nazistas foragidos continuou. E ainda continua até hoje. Mas, mais de 60 anos após a guerra, ainda existem nazistas foragidos? Pelo menos um grupo acredita que sim. Leia sobre caçadores de nazistas na próxima seção.