Como funcionam as mensagens subliminares

Autor: 
Aline Genachi

 

Tente encontrar os desenhos escondidos nessa imagem
Cortesia de www.calazans.ppg.br
Tente encontrar os desenhos escondidos nessa imagem

Quem nunca recebeu e-mails com os dizeres “o que você vê nesta imagem”? Ou já ouviu falar que há mensagens subliminares nas músicas da Xuxa e do Raul Seixas ou nos anúncios da Coca-Cola?

Mas isso existe mesmo? De acordo com o dicionário Aurélio, subliminar é um estímulo que não é suficientemente intenso para que o indivíduo tome consciência dele, mas que, repetido, atua no sentido de alcançar um efeito desejado.

O uso de mensagens subliminares não é um fato recente. Em 1919, o Dr. Otto Poetzle, contemporâneo de Freud, conseguiu comprovar que as sugestões pós-hipnóticas possuem os mesmo efeitos dos estímulos subliminares para alterar o comportamento humano.

As mensagens subliminares podem ser colocadas em sons, imagens, vídeos ou textos por meio de técnicas como o backward masking. Trata-se de uma inversão fonética utilizada para inserir mensagens subliminares em músicas, trilhas sonoras, jingles, frases e discursos. E só é percebida quando a música é tocada ao contrário [fonte: www.mensagemsubliminar.org.br].

 

Experimento de James Vicary

Uma das primeiras experiências realizadas com o emprego de mensagem subliminar teria acontecido em 1957, em um cinema na cidade de Fort Lee, nos Estados Unidos. O pesquisador de mercado James Vicary, também conhecido como Jim Vicary, disse ter usado um segundo projetor -- o taquicoscópio -- para inserir imagens que ficavam expostas por 1/3000 de segundos. As palavras projetadas na tela foram “eat popcorn” (coma pipoca) e “drink coke” (beba coca) sobrepostas às cenas do filme “Picnic”. Porém, a mensagem era rápida demais para ser percebida pelos olhos. O resultado da pesquisa foi um aumento de 57,7 % nas vendas da Coca-Cola e
18 % no consumo de pipoca.

Mais tarde, Vicary admitiu que tudo não passou de uma farsa. E que os resultados foram fabricados.

Uma matéria publicada no jornal Telegraph afirma que a propaganda subliminar não funciona. Os cientistas britânicos chegaram a essa conclusão ao disparar palavras e imagens tão rapidamente que as pessoas sequer tomavam consciência da existência delas.

Uma série de palavras positivas, negativas e neutras foi mostrada para 50 participantes na tela de um computador por uma fração de segundos. Depois, os pesquisadores pediam para que eles escolhessem se a palavra era neutra ou “emocional”(positiva ou negativa). Assim, os cientistas descobriram que as respostas eram precisas para as palavras negativas. No Reino Unido, a propaganda subliminar é proibida [fonte: www.telegraph.co.uk (em inglês)].

Na próxima página, veja algumas mensagens subliminares famosas.