Como funciona a maçonaria

Autor: 
Stephanie Watson
maçonaria

George Washington (em inglês) foi maçom, assim como Benjamin Franklin, Paul Revere e Henry Ford. Todos esses homens ilustres e influentes foram membros da maçonaria - membros privilegiados da maior e mais antiga irmandade mundial.

Ainda que conte com cinco milhões de membros em todo o mundo, a maçonaria é uma sociedade enigmática. Os maçons alegam que são apenas uma irmandade de pessoas com inclinações semelhantes que se reúnem regularmente para fins de esclarecimento espiritual e intelectual. Os proponentes de teorias de conspiração os vêem como um sigiloso movimento clandestino cujo objetivo é dominar o mundo.

Neste artigo, observaremos o mundo dos maçons. Descobriremos de onde eles se originam, separaremos a verdade das teorias de conspiração e descobriremos o que realmente acontece durante seus rituais.

Lendas de cavaleiros e reis

Se você perguntar a cinco pessoas diferentes sobre as origens da maçonaria, provavelmente ouvirá cinco versões diferentes. Alguns dirão que eles descendem dos antigos druidas. Outros os vinculam ao culto de Ísis e Osíris no Egito (em inglês) antigo. Ainda outros alegam que eles derivam de uma ordem de monges judaicos conhecidos como essênios, formada no século 2 a.C.

Washington maçon
Foto cortesia do College of Liberal Arts and Sciences, University of Florida (em inglês)
George Washington em trajes tradicionais da maçonaria

De acordo com alguns estudiosos da maçonaria, o movimento traça suas origens à construção do Templo do rei Salomão em Jerusalém, no ano de 967 a.C., evento descrito pela Bíblia no Livro dos Reis. De acordo com essa história, os construtores do templo foram os primeiros pedreiros, ancestrais dos atuais maçons (a palavra "mason" quer dizer também pedreiro, em inglês). A lenda concede papel central ao mestre dos construtores, um homem chamado Hiram Abiff, que alegava conhecer o segredo do templo. Um dia, três homens raptaram Abiff e ameaçaram matá-lo caso não revelasse o segredo. Quando se recusou a falar, Abiff foi assassinado. Depois de descobrir o homicídio, o rei Salomão ordenou que um grupo de pedreiros procurasse o corpo de Abiff e recuperasse o segredo do templo. Os homens não tiveram sucesso, e por isso o rei estabeleceu um novo segredo maçônico. Acredita-se que esse segredo seja a palavra Mahabone, que significa "a porta da Grande Loja se abriu", e hoje é usada como senha para chegar ao terceiro grau da maçonaria.

Na próxima página, estudaremos a relação entre os maçons e os cavaleiros templários.