Informações básicas sobre a República Democrática do Congo

República Democrática do Congo

Histórico

Acredita-se que os pigmeus que perambulavam pela região durante a Idade da Pedra eram os habitantes originais do atual Congo. A Bacia do Congo foi considerada o ponto de partida da expansão bantu por todo o leste e sul da África que começou aproximadamente no primeiro século d.C.. O rei belga Leopoldo II assumiu o controle da região e deu-lhe o nome de Estado Livre do Congo, em 1885. Em 1908, o Congo belga obteve a independência da Bélgica e passou a se chamar Congo. O presidente Joseph Mobutu subiu ao poder e estabeleceu um estado totalitário. Uma rebelião apoiada por Uganda e Ruanda e liderada por Laurent Kabila derrotou o regime de Mobutu, em 1997. Kabila batizou novamente a nação de República Democrática do Congo. Em janeiro de 2001, Kabila foi assassinado, e seu filho, Joseph Kabila, declarado líder do país. Em 2002, Joseph Kabila tirou, com sucesso, as forças de Ruanda da região leste do Congo e, dois meses depois, conseguiu fazer com que os rebeldes assinassem o Acordo de Pretória.

República Democrática do Congo

Bandeira

Capital: Kinshasa.

Língua oficial: francês.

Nome oficial: República Democrática do Congo.

Descrição da bandeira: campo azul-celeste dividido diagonalmente a partir do canto inferior esquerdo até o canto superior direito por uma faixa vermelha contornada por duas listras estreitas amarelas; no canto superior esquerdo, há uma estrela amarela de cinco pontas.

Maior cidade: Kinshasa.

Área: 2.345.410 km².

Coordenadas: 0 N, 25 E

Fronteiras: Angola, Burundi, República Centro-Africana, República do Congo, Ruanda, Sudão, Tanzânia, Uganda e Zâmbia.

Dados populacionais

  • População: 66.514.506 (2008).
  • Taxa de natalidade: 43 nascimentos por 1.000 habitantes (2008).
  • Taxa de mortalidade: 11,88 mortes por 1.000 habitantes (2008).
  • Grupos étnicos: mais de 200 grupos étnicos africanos dos quais a maioria é bantu; as quatro maiores tribos - mongo, luba, kongo (todas bantus) e mangbetu-azande (hamítica) formam aproximadamente 45% da população.
  • Principais religiões: católica romana (50%), protestante (20%), kimbanguista (10%), muçulmana (10%), outras, incluindo seitas sincréticas e crenças indígenas (10%).
  • Línguas: francês, lingala (língua franca usada no comércio), kingwana (um dialeto do kisuaíli ou suaíli), kikongo, tshiluba.
  • Alfabetização: 67,2% (2001).

Economia

A economia da República Democrática do Congo está se recuperando após anos de decadência e conflito. Agitações no país, que começaram em 1998, diminuíram a saída nacional e aumentaram drasticamente a dívida externa. Investidores internacionais e empresários passaram a se envolver menos no país.

  • Indústrias: mineração (diamante, ouro, cobre, cobalto, zinco coltan (columbita-tantalita)), processamento mineral, bens de consumo (incluindo têxteis, calçados, cigarros, alimentos processados e bebidas), cimento, manutenção de navios comerciais.
  • Índice de desemprego: não divulgado.
  • População abaixo da linha de pobreza: não divulgado.
  • Exportação: óleo, diamante, cobre, petróleo bruto, café, cobalto.
  • Importação: produtos alimentícios, mineração e outras máquinas, equipamentos de transporte, combustíveis.

Meio ambiente

  • Porcentagem de área terrestre coberta por florestas: 58,9% (2005).
  • Proporção da população que utiliza água tratada: 46% (2006).
  • Proporção da população que utiliza serviços de saneamento: 31% (2006).

mapa

Governo

  • Tipo: República.
  • Sistema judicial: foi adotada uma nova constituição por referendo em 18 de dezembro de 2005; aceita jurisdição compulsória da ICJ com restrições.
  • Feriado nacional: Dia da Independência (30 de junho de 1960).
  • Constituição: 18 de fevereiro de 2006.

Geografia e turismo

  • Localização: África Central, a nordeste de Angola.
  • Clima: tropical; quente e úmido na bacia do rio equatorial; mais fresco e seco nas montanhas do sul; mais fresco e úmido nas montanhas do leste; norte da linha do equador - estação úmida (de abril a outubro), estação seca (de dezembro a fevereiro); sul da linha do equador - estação úmida (de novembro a março), estação seca (de abril a outubro).
  • Atrações principais: rio Congo, Parque Nacional de Virunga, Parque Nacional de Upemba.
  • Distância do Brasil: 6.641,12 km (a partir de Brasília).
  • Moeda: franco congolês.

Artigos relacionados

Fontes