Abóboras iluminadas

Autor: 
Tom Harris

Como parte da celebração do Samhain, os Celtas traziam para casa uma brasa da fogueira comunitária no final da noite. Eles carregavam essas brasas em nabos ocos, fazendo uma lanterna que lembra as abóboras iluminadas de hoje.

Os americanos mostram seu espírito de Halloween fazendo caras engraçadas e assustadoras nas abóboras

Porém, o antecessor direto das abóboras iluminadas vem da Irlanda do século XVIII, onde as tradições Celtas antigas permaneceram como uma parte significativa da cultura nacional. Uma personagem popular nos contos folclóricos irlandeses foi o Jack Miserável (ou Jack O'Lantern), um avarento de má reputação que, em várias ocasiões, fugia das maldições enganando o diabo (geralmente na Noite de Todos os Santos). Em uma história, ele convenceu Satanás a subir em uma árvore para pegar umas maçãs e então fez cruzes em volta do tronco para que o diabo não pudesse descer. O diabo prometeu deixar Jack em paz para sempre, apenas se ele o deixasse sair da árvore.

Quando Jack finalmente morreu, foi rejeitado no céu devido a sua vida de pecados. Porém, mantendo seu acordo, o diabo também não levaria Jack. Ele foi amaldiçoado a viajar para sempre como um espírito no limbo. Assim que Jack deixou os portões do inferno, o diabo jogou para ele uma brasa para iluminar o caminho no escuro. Jack colocou a brasa em um nabo oco e saiu vagando pelo mundo. De acordo com a lenda irlandesa, você pode ver o espírito de Jack na Noite de Todos os Santos, ainda carregando sua lanterna de nabo pela escuridão.

As abóboras iluminadas tradicionais, nabos ocos com brasas ou velas dentro, tornaram-se uma decoração muito popular de Halloween na Irlanda e na Escócia há algumas centenas de anos. A tradição folclórica acreditava que eles evitariam Jack Miserável e outros espíritos no Halloween, e elas também serviriam como representações das almas dos mortos. As famílias que emigraram para a América levaram a tradição com eles, mas substituíram os nabos pelas abóboras, mais abundantes. Pelo que parece, as abóboras são mais fáceis de cortar do que os nabos. As pessoas começaram a cortar caras assustadoras e outras a elaborar desenhos em suas abóboras iluminadas.

Na próxima seção, veremos uma outra tradição popular de Halloween relacionada a comida: brincadeira da maçã.

Assustadoras
As abóboras variam consideravelmente de tamanho. Algumas variedades pesam menos de 1/2 kg, enquanto que as gigantes podem se desenvolver até 500 kg. As abóboras são membros da família das melancias e das abobrinhas. São formadas por 90% de água e contêm altas concentrações de potássio e vitamina A.

As abóboras, que crescem em trepadeiras, originaram-se na América Central e eram uma plantação popular entre os americanos nativos. Algumas tribos usavam as sementes como alimento e remédio e faziam das fibras secas da abóbora esteiras para dormir. Os colonizadores americanos inventaram a torta de abóbora, mas sua versão original usava a abóbora como o recheio, não como o principal ingrediente. Eles cortavam tampas de abóbora para fazer práticas tigelas comestíveis, que eram preenchidas com leite, mel e especiarias e então cozidas em uma fogueira ou em brasas.