Imprimindo o dinheiro

Autor: 
Marshall Brain

O scanner é capaz de capturar todos os detalhes, porém, isto não significa que a impressora esteja pronta para copiá-la. Ao tentar imprimir uma nota digitalizada em uma impressora jato de tinta normal, ficará muito evidente a olho nu, o que há de errado. As cores não combinam e as imagens parecem borradas.

É possível perceber melhor estes problemas quando você olha a nota com a ajuda de um microscópio. Os detalhes mais refinados, por exemplo, são completamente perdidos:

Há uma incrível perda de detalhes ao se utilizar uma impressora de baixa qualidade

E os hexágonos suavemente coloridos transformam-se em matiz luminosa, porque a impressora não pode reproduzir as linhas muito finas ou claras:

Uma impressora de baixa qualidade tem problemas ao imprimir detalhes coloridos muito pequenos e suaves

Compare estas duas imagens às suas imagens correspondentes feitas na seção anterior.

É óbvio que elas não são nenhum pouco próximas. É possível ver aquilo que está acontecendo de fato - a impressora não pode reproduzir as linhas finas de modo exato. No caso dos hexágonos, as pequenas manchas que a impressora produz fazem com que a cor suave da nota original transforme-se em um matiz mais luminoso. Esse efeito é a razão pela qual a impressão dos hexágonos de cor suave na nota, tornam o processo de falsificação de notas mais difícil com a tecnologia atual.

De certo modo, tais problemas com a impressora podem ser resolvidos com uma impressora melhor. Mesmo as melhores impressoras perdem alguns detalhes. Caso alguém queira examinar através de uma lupa a nota falsificada gerada por uma impressora a jato de tinta, ficará óbvio que se trata de uma nota falsa. Mas, a olho nu, uma impressora de excelente resolução poderá fornecer uma nota falsa que se assemelhe muito à nota verdadeira.  

Para criar uma nota real você deve fazer um teste de impressão a partir de várias versões escaneadas, ajustando as cores e as tonalidades. Você também tem de escanear a outra face da nota e alinhar as duas faces da nota para ter uma cédula realística de duas faces.
Se você for cuidadoso e tiver uma boa impressora, acabará fazendo uma nota não tão perfeita, mas que pode passar como boa, a olho nu. Ela parecerá ter cores não tão perfeitas ou mesmo um pouco borrada em alguns lugares, mas se a pessoa não se ativer aos detalhes, irá aceitar a nota como boa.
A maneira mais simples de não despertar a atenção para as imperfeições visuais de sua nota falsificada é gasta-la em situações nas quais seja difícil visualizar seus detalhes. Por exemplo, você pode tentar passar a sua nota falsificada a um garçom em um bar escuro ou em um clube noturno.
Assim que a pessoa tocar o dinheiro falsificado, ficará óbvio que há algo errado. O problema é o papel.