Currículo do Curso de Medicina

Autor: 
Dr. Carl Bianco, M.D.

A maioria das escolas médicas têm formação parecida. Geralmente, os dois primeiros anos são dentro da sala de aula e os contatos com pacientes iniciam-se a partir do segundo ano. O terceiro e quarto anos consistem em um rodízio pelas principais especialidades da Medicina.

O primeiro ano do Curso de Medicina consiste nas ciências básicas que ensinam sobre as funções normais do corpo. O curso inclui:

  • anatomia - ciência que estuda a estrutura do corpo e as relações de suas partes (especialmente aquelas que podem ser vistas a olho nu). O ensino é feito através de aulas teóricas e dissecações de cadáveres humanos;
  • fisiologia - ciência que estuda as funções e as partes do corpo, bem como as etapas químicas e físicas envolvidas;
  • histologia - ciência que estuda as células e os tecidos em nível microscópico (anatomia microscópica);
  • bioquímica - ciência que estuda a química das células, tecidos e órgãos do corpo;
  • embriologia - ciência que estuda o desenvolvimento dos embriões humanos;
  • neuroanatomia - anatomia do sistema nervoso.

No segundo ano, é dada mais ênfase às doenças e seu tratamento. O segundo ano de curso inclui:

  • patologia - ciência que estuda as doenças, especialmente as mudanças na estrutura e funções causadas por doenças;
  • farmacologia - ciência que estuda as medicações;
  • microbiologia - ciência que estuda os microrganismos como bactérias, vírus e fungos;
  • imunologia - ciência que estuda como o organismo humano combate as doenças.

Durante o segundo ano de Medicina, os estudantes também fazem cursos de semiologia.

Notas
Uma das muitas diferenças entre universidade e um curso de medicina é o sistema de notas. Muitas escolas médicas utilizam um sistema pass/fail (passar/reprovar), ao invés do tradicional letter system (sistema de letras). Outras variações incluem Fail/Pass/Honors (Reprovar/Passar/Passar com Mérito), Fail/Pass/High Pass/Honors (Reprovar/Passar/Passar com Média Boa/Passar com Mérito) ou Fail/Pass/Marginal Pass/Honors (Reprovar/Passar em Cima da Média/Passar/Passar com Mérito). Na maioria desses sistemas, o que se deseja é que grande parte dos estudantes obtenha uma nota para Pass. Eu acho que esse sistema tende a reduzir a competitividade (bastante alta entre estudantes de medicina). Isso também incentiva o estudo pelo objetivo de aprender.

A estrutura dos dois primeiros anos do curso de medicina tem passado por mudanças. Algumas usam uma abordagem baseada nos órgãos. Nesse sistema, toda a anatomia, fisiologia (funções normais), patologia, farmacologia sobre o sistema de um órgão (por exemplo, o coração) é ensinada de uma só vez antes de partir para o de outro órgão. Outras escolas ensinam somente um assunto por vez. Anatomia, por exemplo, é ensinada o dia todo, em todos os dias por 8 semanas. Depois, ensina-se a próxima matéria. Alguns estudantes acham mais fácil concentrar-se em somente uma matéria por vez. Algumas escolas têm ensinado mais em pequenos grupos e menos em longas aulas, além de usarem estudos de caso. É claro que há inúmeras escolas de medicina que utilizam um conjunto dos sistemas mencionados.