O que levar em conta na hora de escolher um curso profissionalizante?

Autor: 
Christianne Visvanathan

Optar por um curso profissionalizante requer alguns cuidados para evitar problemas futuros. Assim como na escolha de qualquer curso, a primeira coisa a ser observada é a aptidão para a área, o que pode ser obtido com um teste ou orientação vocacional. É importante conhecer a carreira e o mercado de trabalho, conversando com profissionais da área  para saber se é isso o que se quer. Não adianta fazer um curso que está em alta no momento se o aluno não possui vocação para trabalhar na área.

Técnico em Açúcar e Álcool , cursos técnicos, cursos profissionalizantes
Centro Paula Souza / Gastão Guedes
Ao escolher é importante pensar nas oportunidades, o que,
no caso de um curso técnico em Açúcar e Álcool
como o de Paraguaçú  Paulista, ganha um ponto a mais

Depois de escolher a área em que irá atuar, vale conhecer a entidade que oferece o curso para saber qual o conceito e a aceitação dos profissionais formados pela instituição no mercado de trabalho.

É importante conhecer os professores e as disciplinas que serão ministradas durante o curso. Os professores devem ter uma vasta experiência no mercado de trabalho para trazer esta realidade para a sala de aula, e as disciplinas precisam ser voltadas para a prática profissional.     

Como é avaliado um curso?

A avaliação dos cursos técnicos é realizada de acordo com o seu nível. No caso dos cursos técnicos de nível médio, a avaliação é regulamenta pelos Estados de forma autônoma. Cada um escolhe a melhor forma de avaliar estes cursos.

No caso dos cursos tecnológicos, com formação superior, a avaliação é feita com base o Sinaes (Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior), que ocorre a cada três anos, da mesma forma que um curso de graduação tradicional. Os cursos avaliados recebem um relatório do MEC e, os que apresentarem algum problema, ganham um prazo para cumprir as determinações estabelecidas pelo governo federal.