Por que Al Capone só foi condenado por sonegação?

Autor: 
Joshua Clark

O infame chefão da máfia Alfonse "Scarface" Capone, o Al Capone, não chegou ao fim do ensino médio, mas estava longe de ser burro. Aos 26 anos de idade Al Capone já controlava, com mão de ferro, o submundo de Chicago. Uma estranha mistura de charme e brutalidade deu a Capone o status de celebridade mundial. Em 1930 ele era o inimigo público número 1 de Chicago [fonte: Arquivo Nacional dos EUA].

Página do FBI sobre Al Capone
FBI/reprodução
Página do FBI sobre Al Capone

Na década de 1920 Chicago mantinha resquícios do Velho Oeste. Era comum membros de uma quadrilha atirarem de dentro de seus carros para matar bandidos rivais. Cidadão sem relação com o crime ficavam ameaçados, às vezes pegos no meio do tiroteio. Um procurador do Estado, William McSwiggan, foi morto perto de um bar de Capone, em 1926 [fonte: Gumbel]. Assassinatos marcaram o domínio de Capone sobre Chicago. Um ano antes de Capone tomar o poder, em 1925, houve 16 assassinatos ligados a atividades do crime organizado. No auge da era Capone, os assassinatos atribuídos às quadrilhas chegaram a 64 [fonte: Treasury Department].

Capone nasceu em Nova York, mas rumou para Oeste. Em 1920 começou sua carreira em Chicago, como leão-de-chácara, sob as asas do chefão Johnny Torrio, e foi subindo na estrutura do crime organizado. Depois de quase morrer num atentado, Torrio se aposentou, criando um vácuo de poder em Chicago. A ausência de um chefão tradicionalmente leva a um banho de sangue, com várias facções tentando tomar o máximo possível de território. Graças a sua propensão a tirar vidas Capone subiu ao topo, passando a organizar e controlar muito do jogo, da prostituição, do contrabando de bebidas e das extorsões em Chicago.

Ele fez um monte de dinheiro com seus negócios. Em 1927, faturou US$ 100 milhões [fonte: Britannica]. Atualizado, o valor superaria US$ 1,2 bilhões. Não há como saber quantas pessoas morreram assassinadas diretamente por ele ou por seus capangas, mas ele nunca foi condenado pelas mortes. Depois de anos tentando montar um caso contra Al Capone, os promotores federais conseguiram que ele fosse condenado apenas por sonegação de impostos.

Quer saber por quê? Explicações na próxima página.