Falar dois idiomas facilita o aprendizado do terceiro

Autor: 
Mariana Noffs

Quem já é bilíngue tem mais facilidade de aprender um terceiro idioma, diz um estudo da Universidade de Haifa, em Israel. "Saber algumas línguas melhora a proficiência de línguas nativas", explica o professor Salim Abu-Rabia. "Isso acontece porque as línguas reforçam uma a outra, e fornecem ferramentas para fortalecer fonética, morfologia e sintaxe. Essas habilidades são a base necessária para aprender a ler", completa ele.

sala de aula
Centro Paula Souza / Gastão Guedes

Os professores Salim Abu-Rabia e Ekaterina Sanitsky estudaram dois grupos de crianças da 6ª série em Israel que estudavam inglês como segunda língua. O primeiro grupo era composto por 40 estudantes imigrantes da ex-União Soviética, cuja língua materna é russo, mas que falam hebraico fluentemente como segunda língua. O segundo grupo continha 42 estudantes cuja língua materna é o hebraico e sem fluência em outras línguas, além do inglês que aprendiam na escola.

Cada participante participou de duas reuniões com os cientistas: uma em grupo e outra individual. Na reunião em grupo, os participantes fizeram testes que avaliavam a estratégia de leitura e a familiaridade com a ortografia de cada idioma - hebraico, inglês e russo para os imigrantes da ex-União Soviética, e depois responderam um questionário pessoal. Nas reuniões individuais, os pesquisadores deram um teste em hebraico e inglês para as crianças que falavam somente hebraico, e outro teste nas três línguas para as crianças que falavam russo.

Quando compararam os resultados, os pesquisadores concluíram que os estudantes cuja língua materna era russo demonstraram maior proficiência não apenas na língua nova (o inglês) como também no hebraico. Além disso, as crianças trilíngues tiveram um desempenho 7% maior no teste de inteligência usando Matrizes Progressivas de Raven. De acordo com os pesquisadores, esse resultado mostra que quanto mais línguas a pessoa aprende, maior é a inteligência dela.

A equipe também notou que os trilíngues tinham mais habilidade com o hebraico do que os nativos dessa língua, o que indica que aprender uma nova língua e viver em um ambiente bilíngue não prejudica o desempenho da língua materna. Na verdade, é o oposto que funciona: ter fluência e habilidade em uma língua ajuda a aprender uma segunda, e o mesmo vale para a terceira, quarta, e assim por diante.