9. Abominável homem das neves

Autor: 
Gisele Ribeiro

No filme 'A Múmia e o Iperador Dragão', o abominável homemdas neves ajuda os mocinhos a lutar contra o vilão
Divulgação
No filme 'A Múmia e o Imperador Dragão', o abominável homem das neves ajuda os mocinhos a lutar contra o vilão

Enquanto o pé-grande tem o corpo coberto por pelos marrom-avermelhados, o Abominável Homem das Neves, ou Yeti, tem pelagem de cinza a branca, que se confunde com a neve da região do Himalaia, no Nepal e no Tibet. Ali ele é visto de tempos em tempos por alpinistas e locais desde o século 19. Tibetanos,
nepaleses, sherpas e exploradores ocidentais afirmam ter encontrado rastros
- principalmente pegadas -  não de uma, mas de várias criaturas nas
montanhas himalaias.

Em 1832, o representante do Reino Unido no Nepal
B.H. Hodson informou à coroa que uma besta peluda atacara seus servos. Em 1989, o major britânico L.A. Waddel descobriu enormes pegadas no alto de uma montanha a noroeste de Sikkim. Os guias disseram tratar-se  dos rastros de uma criatura parecida com homem chamada Yeti, e que era provável que ela os atacasse para levá-los como comida. Em 1913, um grupo de caçadores chineses disse ter ferido e capturado uma criatura peluda parecida com um homem. Ela teria sido mantida presa até sua morte, cinco meses depois. Foi descrita como tendo cara de macaco preta e corpo enorme coberto com pelo amarelo-prateado comprido, com mãos e pés parecidos com o dos homens, mas com garras no lugar de unhas. Em 1921, membros da expedição britânica liderada pelo coronel Howard-Bury subindo a face norte do Monte Everest, disseram ter visto figuras escuras se movendo um pouco acima deles. Quando chegaram ao local onde estariam as figuras, encontraram enormes pegadas humanas na neve. Dois anos depois, o major Alan Cameron, em expedição ao Everest, fotografou rastros da criatura. Entre 1925 e 1998, mais de 20 relatos sobre a existência do abominável homem das neves foram feitos.

Mas apesar desses relatos e ao contrário do que acontece com o pé-grande, o yeti tem sua
existência questionada pela ciência. Criptozoólogos afirmam não haver
nenhuma evidência de que o abominável homem das neves existe, a não ser pela descoberta de fósseis do gigantopithecus naquela região asiática.